sábado, janeiro 18, 2014

Mensagem a Garcia

Na minha adolescência, por diversas vezes li e me foi citado o livreto Mensagem a Garcia, de Elbert Hubbard. Era uma história onde a honra, o compromisso,a palavra, a dedicação a uma causa e a responsabilidade pessoal eram enfatizadas.
Reconheço, eram outros tempos. Tempos em que a lealdade era um valor desejável, a ponto de Marcondes escrever em nota nas Carteiras Profissionas que pedra que muito rola não cria limo, recomendando uma relação de responsabilidade recíproca entre empregados e empregadores. Certamente um valor hoje minimizado. Mas não é esse o tema.
É que na quinta-feira passada morreu um homem que personificou com sua história a Mensagem a Garcia. Hiroo Onoda.
Esse senhor foi encarregado de observar a movimentação marítima e de tropas a partir da ilha de Lubang, nas Filipinas, no final da guerra no teatro do Pacífico. O Japão rendeu-se, mas Onoda não.
Permaneceu escondido na selva por 29 anos, a cumprir sua missão, anotar o que via, mesmo sem entender as enormes transformações, a ausência de navios de guerra, os rastros dos jatos que ele sequer supunha o que seria. Permaneceu cumprindo a missão que recebeu aos 23 anos de idade.
Foi necessário que o comandante que lhe deu a ordem em 1945 retornasse à ilha com uma mensagem do Imperador dando por finalizada sua missão. Vestiu-se Onoda então com seu uniforme de oficial, com espada, cuidadosamente preservados por tanto tempo, e dar por encerrada sua missão.
Onoda ganhou uma indenização, adquiriu uma fazenda no Brasil no Mato Grosso do Sul, entre Campo Grande e Aquidauana. Fazenda Onoda.
Infelizmente não tive contato pessoal com ele, mas alguns colegas o tiveram por ocasião da construção de uma estação retransmissora do tronco interurbano. Mais tarde voltou para o Japão, onde morreu com 91 anos de idade.
É um símbolo do que não mais existe. É uma referência de alguém capaz de levar uma Mensagem a Garcia.
Lamento que não fosse brasileiro. Teria orgulho de ser seu compatriota.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home