terça-feira, maio 10, 2011

Passaportes

Continua a discussão sobre os passaportes diplomáticos da família de Lula. Independentemente da legalidade de sua concessão, ainda discutível, Lula poderia poupar-se - e nos poupar - desse desgaste. Não precisa ter sua imagem desconstruída por coisa tão surreal, logo ele que conseguiu sair do governo com popularidade recorde.
A insensibilidade de Lula nesse particular chama atenção. Lula não percebe que a nobreza não está em exigir, a ferro e fogo, seus direitos, mesmo que contrariem valores fundamentais como a humildade.
É tão importante assim que seus netos se valham de passaportes diplomáticos? São tão especiais, tão diferentes de meus netos ou dos 3 ou 4 leitores?
Lula, caia na real, abandone a pretensa realeza que não lhe pertence.
A não ser que sua autoridade, inclusive a moral, não se estenda a seus filhos. Que eles o ignorem. Mas duvido. Querem mesmo é viver à sua sombra.
Enquanto sombrear.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home