terça-feira, maio 03, 2011

Talião

Bin Laden morreu. Absolutamente natural o fato, em se considerando que quem está na chuva, pode se molhar. Ele praticava o combate, certamente esperava ser combatido. Até aí, tudo bem.
O difícil entender é como a arrogância americana, cega, tem a capacidade de criar mitos.
Nem me interessa se com razão, ou não. Mas, para fugir do primarismo da vingança pessoal, o caminho é o julgamento.
Assim fez Israel quando raptou Eichmann. Em tribunal, condenou-o à morte. Em Nuremberg, seus inimigos, julgados. Alguns, condenados à morte. Até o Sadam, odiado por Bush, também o foi. Em nenhum desses casos, foram gerados mitos, porque o processo, justo ou não, foi cumprido.
Diferentemente do que aconteceu com Guevara, que até hoje estampa camisetas. Diferente do que ocorrerá com Osama, embora, nesse caso, camisetas seriam de péssimo gosto, sob o foco estético. Com Osama, ainda fizeram o favor de sumir com corpo no mar, sei lá, transformando os oceanos difusos em sua tumba, para peregrinações e cultos.
Da mesma forma, tentam liquidar Khadafi, com seus não tripulados.
Pena que não pagarão o pato de suas decisões sozinhos. Somos todos tripulantes e passageiros da nave Terra, cada vez menor.
E mais hostil e perigosa, Por causa deles.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home