quinta-feira, maio 17, 2007

Greves e Férias

Declarou Lula, muito acertadamente, que o funcionalismo público tem um patrão difuso, despersonalizado, e que as greves que fazem prejudicam diretamente a população e não o capital.
Disse mais, ficar em greve por cem ou mais dias ganhando salário, como vez em quando acontece e aconteceu com a SRF no ano passado, não é greve. São férias.
Clara está a necessidade de regulamentar a greve do funcionalismo, empurrado às calendas, com a barriga, pelos pollyanas de 88 e sucessivos governantes. Covardes que são, sabem que é mexer no vespeiro.
Pessoalmente, adiro à corrente que igualaria os servidores civis aos militares. Ou seja, sem direito de greve. Mas não é isso que a "Constituição Cidadã" estipulou. Paciência!
Porém, do pântano também brotam flores. A greve do IBAMA, por exemplo.
Tomara que esse órgão inoperante, fonte e agente de tráfico de influência, continue em greve por tempo indeterminado e infinito. Melhor para o Brasil.
À sociedade custará menos pagar os salários (que não são baixos) desses servidores para ficarem em casa. Senão vejamos:

- Os parques nacionais podem muito bem ser geridos e preservados pelos estados ou municípios;
- Fauna e flora podem muito bem ser protegidas pelas unidades de polícia ambiental, a exemplo do executado com sucesso no Mato Grosso do Sul;
- Obras de grande impacto ambiental, que ultrapassem fronteiras estaduais ou que sejam federais, podem ser licenciadas pelo Ministério de Meio-Ambiente;
- Nós, contribuintes, economizaríamos em não ter que pagar aluguéis, passagens e diárias, luz, telefone, segurança e cafezinho.

Não afirmo com isso que todos sejam desocupados. Há, sim, os que trabalham seriamente, de forma competente. Poucos, é verdade, mas há. São as exceções que confirmam a regra.
Também há as ONG que trabalham muito e, dizem, com tentáculos capilares estendidos em gabinetes e gavetas. É discutível, porém, para quem trabalham. Talvez para o Príncipe Charles.
Mesmo assim, ganharíamos muito se essa greve continuasse indefinidamente. Poderia até ajudar a sociedade a tomar consciência de que não precisa do IBAMA.
Que o Brasil funciona melhor sem ele.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home