sexta-feira, abril 24, 2009

Pai dos Pobres

Governantes populistas adoram ser chamados de pai dos pobres. Com essa imagem, enriquecem e, enriquecendo com as falcatruas, geram mais pobres, filhos seus.
O Paraguai (pra variar) falsificou a regra. Lá o pai dos pobres, além de politicamente, gera também seus filhos fisicamente. Ultrapassou a figura da retórica e aterrisou na fisiologia propriamente dita.
Não estou aqui para defender celibatos institucionais, fruto exclusivo de mentes distorcidas com a ganância de não partilhar heranças. Na forma adotada e defendida pela igreja de Bento XVI, João Paulo II, etc, até Inocêncio I. Aliás, busque-se no celibato institucional a alta concentração de pedofilia clerical, o arcaísmo de suas posições, o combate às últimas no uso de preservativos, a excomunhão em abortos humanitários.
Busque-se na milenarmente inversão desses dirigentes, tão convencidos de que sexo é sujo, pecaminoso, que para justificar seu nascimento inventaram até um pecado original. E uma fecundação pelo Espírito Santo num caso específico, único, embora tenham livrado do pecado a concepção de Nossa Senhora, ainda que sem participação do dito Espírito
Ao contrário, vou defender o Bispo Lugo. Como patriota e como bispo.
Como patriota, em sua tentativa ingente de auxiliar o repovoamento do Paraguai. Meio tardia em um século sua colaboração, é verdade, mas não menos idealista.
Como bispo, deu-nos lições de obediência coerente ao principal, mesmo que transigindo no acessório. Afinal, sua organização, da qual é destacado dirigente, varre para baixo do tapete, considera pecados menores, o estupro, a violência sexual, a pedofilia etc. Nada que uma confissão, dois padresnossos e duas avemarias não resolvam. Agora, usar camisinha, seja como prevenção de natalidade indesejada, seja como barreira à proliferação de DST, em especial a AIDS, isso nunca!
Lugo não queria ser excomungado.

1 Comments:

Blogger Paula Barbacena said...

por favor tio, oia o termo.. oia quem ofende...
cada um no seu quadrado..

9:39 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home