sábado, dezembro 06, 2008

Gilmar I, o Óbvio

Também quero entrar na onda e declarar um monte de coisas que não sejam função nem da Abin, nem da PF, como monitorar gabinete de juiz, esta já explicitada por Gilmar I, o Óbvio, imperador das leis e hermenêuticas nacionais, .
Gilmar I, que guindado a imperador sem ter sido príncipe, ou ministro do STF sem ter sido juiz, poderia acrescer que não é função da Abin nem da PF monitorar gabinete, banheiro ou residência de quem quer que seja, juiz ou judicado.
Disto sabe bem o ministro-empresário (a serem verdadeiras as denúncias sucessivas publicadas na Carta Capital), cujo prêmio pelos serviços e alinhamento a FHC não desmerece o conhecimento jurídico que detém.
A função de uma é a detecção de ameaças internas ou externas ao estado brasileiro, da outra, o combate a criminosos. Sejam juízes ou não.
Monitorar telefones, assim como outras técnicas de acompanhamento, nunca foi função de qualquer uma das duas. Antes, instrumentos indispensáveis a que exerçam suas funções para as quais os pagamos, senhor imperador das evidências, e muito bem por sinal.
Pagamos porque é necessária a proteção da sociedade contra ameaças e crimes. Sejam cometidos por quem quer que sejam.
Evidentemente que o declarante não estava pensando em causa própria quando fez a declaração em Cuiabá. Afinal, na dita ligação que lhe teria sido monitorada, a acreditar na versão de revista semanal de credibilidade discutida, não se veria outros fatos além da fraternal ligação entre as duas autoridades e alguns fiapos sugestivos de tráfico de influência e advocacia administrativa.
O monitoramento telefônico é menos útil para a coleção de provas e mais para o mapaeamento da rede de influência e de relacionamento do investigado. À medida em que o telefone da personalidade investigada vai estabelecendo contatos, e estes, por sua vez, ligam-se com terceiros, quartos e quintos, os investigadores podem desenhar os liames do investigado e, eventualmente, à rede criminosa.
Se for verdade, infelizmente os telefones que foram usados pelo senador e pelo ministro estavam nessa rede. Só que rede é pra peixe miudo. Os grandes, só com arpão. Daí o conflito.
Dantas é um peixe adamastônico.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home