quinta-feira, dezembro 27, 2012

GPS

O GPS é uma das ferramentas tecnológicas que revolucionaram o mundo. De aeronaves a automóveis, navegar para o Alasca ou para a padaria da esquina passou a ser a mesma coisa. Associado aos softwares de mapas e imagens de satélite, o mundo inteiro é visto como se por uma janelinha de avião. Não há mais acidentes geográficos desconhecidos e a humanidade, pela primeira vez, conhece de fato sua casa.

É um sistema sofisticado, caro. Vocês já se perguntaram o porque de sua gratuidade nesse mundo que ninguém dá nada de graça a ninguém? Especialmente por ser um sistema americano, onde reina a máxima do business is business?

Há uma estratégia espetacular, fantástica, atrás disso.

A massificação de seu uso, como planejado, levaria à dependência. Todas as estratégias de defesa nacional passaram a utilizar-se do GPS, seja para uma mobilização de tropas, seja para fazer um caça decolar. O mundo inteiro pendurou-se no GPS. O que deixou-o dependente dele.
Com isso, o Pentágono pode desativar, com um botão, toda capacidade de mobilização nacional, além de preservar a si mesmo atingir alvos com uma precisão assustadora, do tamanho de uma bolinha de ping-pong.

Isso é fantástico. O mundo a seus dedos. Cirurgicamente vulnerável.

Mas a China se deu conta disso. Com mais de 1/4 da população mundial, sabe que o conflito futuro será inevitável na disputa das fontes de matérias-primas. E não está disposta a depender de seu inimigo potencial. Sua capacidade bélica já é fantástica, mas tudo isso pode ficar inoperante pela capacidade de navegação.

Por isso, acabam de lançar sua própria constelação de satélites para operar seu sistema próprio, chamado de Beidou. Com foco inicial na região da Ásia-Pacífico, já está em operação e disponível para usuários dessa região, em alterativa ao GPS.

Eliminam a vulnerabilidade deles quanto ao poder de Washington em retirar o sistema GPS do ar em um possível conflito ou emergência.

Nada bobos esses chineses.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home