sexta-feira, julho 29, 2011

O Que Mudou?

O Brasil devia muito dinheiro à banca internacional. Bilhões de dólares. O FMI nos invadia com seus canhões, normalmente mulheres-dragões, a vasculhar nossas contas e determinar ao presidente de plantão que devia fazer isso ou aquilo. E esse isso ou aquilo significava condenar contingente de compatriotas à miséria, à fome, à ignorância. Vidas poderiam ser rifadas nessa jogatina. Nunca os dólares de Wall Street ou da City.

O Brasil, manietado pelas constantes ameaças e insolvente, fez o jogo deles, pagou sua dívida numa cotação próxima a R$3/US$. Estancou parcialmente a sangria externa, com as malditas taxas de risco. Rifou seu patrimônio na inconseqüência neoliberal do tal Cardoso, que só fez o jogo deles. Com Lula, a dívida externa foi quitada em parte, em parte trocada por dívida interna.

Quando a gente pensa que ganhou, esses urubus estão sempre vendo melhor, porque voam mais alto. Nossos credores são os mesmos. A diferença é que agora devemos pra eles na moeda mais valorizada do mundo, não mais em decadentes dólares. Nossa dívida antiga, fosse paga hoje, nos custaria a metade do que custou. Quem ganhou? Os mesmos que sempre ganharam.

De quebra, o nosso Banco Central continua captando dólares a rodo, ajudando esses mesmos credores de sempre a se livrarem dos micos. Aumenta-se a taxa de juros, captam-se recursos externos e, com eles, compram-se títulos podres. Micos absolutos.

A China não fez caminho diferente nesse aspecto, mas a diferença é que também se industrializou com esses recursos. A China está trocando o excedente de seu desenvolvimento no financiamento de seu comércio.

Nós estamos tocando pelo nosso desenvolvimento, nossa desindustrialização. Pelo eterno financiamento da banca.

Devíamos dólares valorizados e só tínhamos moeda desacreditada para pagar.

Devemos Reais e só temos reservas desacreditadas para pagar.

O que mudou?

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home