domingo, novembro 28, 2010

Planejamento Oculto

A preservação da rota de fuga para os traficantes na Vila Cruzeiro talvez não tenha sido falha de planejamento como supus. É possível que tenha sido intencional.
A desculpa oficial é que faltava efetivo, tinham gente insuficiente. É fraca a desculpa.
Basta olhar a imagem de satélite disponível no Google para se verificar ser aquela a única rota de fuga possível, considerada a circunstância do terreno estar cercado e ocupado. Para guarnecê-la, me arrisco a dizer que dois pelotões bem posicionados seriam suficientes para render o bando em fuga com um mínimo de baixas, se é que haveriam. Não dispunham de 20 homens para isso? Poderiam ter antecipado a solicitação de apoio à forças federais? Poderiam retardar a operação em um dia?
Concluo que não fizeram nada disso porque não quiseram. Ou queriam que os capitães do tráfico se unissem às tropas bandidas no Alemão.
A imagem transmitida pela TV dá idéia da fuga de mais de 100 bandidos, talvez cerca de 200. Prenderam hoje no Alemão uns 30 pés-de-chinelo e um ou outro gerente. Onde estão os outros e os que já lá estavam? Para dar significado, prenderam a mulher de um ou outro e reportaram o palácio de um capo, digno da zona sul, do Leblon, segundo afirmou uma repórter sem noção e sem matéria para cobrir a pauta.
Factóides começaram a ser aventados. Fugiram pelo esgoto. Fosse verdade, pelo menos uma boa notícia: o complexo tem saneamento, o que eu, particularmente, duvido. Estão escondidos em casas. Tudo bem, em qual das 30 mil, contando de mansões a malocas?
O fato é que fugiram, escafederam-se. Foi-lhes permitido isso, talvez até negociado.
As tropas envolvidas da PM talvez sejam as melhores do mundo em combate urbano, porém os resultados foram pífios.
Acho que esse era o objetivo oculto.
Dobro-me e me redimo. A operação foi bem planejada.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home