sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Agências Reguladoras II

Agora é a vez da ANEEL, outra das agências desse malfadado modelo de gestão pública.
A notícia abaixo, transcrita do site UOL, revela as manobras que são exercitadas para aumentar as tarifas muito acima da inflação, mediante a aplicação de algorítmos malucos para fazer de conta que não é assim.
Quem acredita que a majoração de consumidores industriais não irá ser repassada para os consumidores, que são, por último, os próprios consumidores de energia residenciais?
Esses artifícios são somente o pano de fundo para o benefício das empresas distribuidoras, em sua maioria multinacionais.
Será incompetência, ingenuidade ou haverá outros argumentos?


"SÃO PAULO - Parte dos moradores de quatro Estados brasileiros sentirão uma diferença na cobrança de energia elétrica a partir deste sábado (03) e domingo (04). A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o reajuste dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Paraíba.Conforme a própria agência, isso não significa que todos os consumidores dessas localidades pagarão a mais pela eletricidade. As alterações foram empregadas para residências e indústrias, mas não necessariamente para preços maiores.São Paulo Em São Paulo, as concessionárias que passarão a empregar novos valores são:
Companhia Jaguari de Energia (CJE), com redução de 4,54% para consumidores residenciais e aumento de 2,29% para industriais;
Companhia Luz e Força de Mococa (CLFM), com aumento 10,47% para residências e 14,28% para industriais;
Companhia Paulista de Energia Elétrica (CPEE), com redução de 0,99% para consumidores residenciais e aumento de 1,46% para indústrias e
Companhia Sul Paulista de Energia (CSPE) com queda de 0,17% para residências e aumento de 5,56% para indústrias.Outras Ainda, de acordo com a agência, a Companhia Luz e Força Santa Cruz (CLFSC), que atua em São Paulo e Paraná, teve elevação de 0,69% para consumidores residenciais e 6,69% para consumidores da indústria. Na Paraíba, a Companhia Energética de Borborema (Celb), que atende seis municípios, terá redução de 4,63% para baixa tensão e 1,77% para alta tensão."

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home