sábado, dezembro 30, 2006

Hanged

Bush conseguiu. Sadam foi enforcado. Quem ganha e quem perde?
Perde o Iraque, que mergulhará definitivamente numa guerra civil, cruenta e insana porque em nome de Deus.
Perde o ocidente porque potencializará o ódio à dita civilização judaico-cristã. Os atentados serão inevitáveis.
Perdem os americanos, nesse canto do cisne da pax romana moderna. De ditador, fizeram-no mártir.
Perde a paz, porque Sadam deixou de ser uma moeda de troca.
Ganham as minorias, como os curdos, por exemplo? Decididamente não. Continuarão à margem, párias de uma geopolítica remanescente do colonialismo.
Ganham os judeus? Não, sob o domínio xiita do Iraque, cenário provável, um novo eixo se formará - Irã de Ahmadinejad e Iraque sei-lá-de-quem.
Bush condenou Sadam pelo massacre de 148 curdos. Ninguém desconhece que os crimes praticados sob o regime de Sadam foram enormes, muito maiores do que isso. Bush mesmo, com essa guerra medíocre, já matou mais jovens americanos que o atentado de 11 de setembro, sem contar os iraquianos mortos. Bem, para Bush esses não contam, como nada conta o que não é americano.
Os Estados Unidos, prepotentes que são, umbigo do mundo que se consideram, até agora não haviam chegado totalmente à ausência de pragmatismo em sua política externa. Chegaram.
Assim, ganhou o mundo. Livrou-se de um bandido e mais rapidamente verá o fim da hegemonia americana.
O espírito gerado em Nuremberg só foi adotado como filosofia de Estado a partir de Bush. Hiroíto, na chefia de um estado que promoveu holocausto na China que transforma os campos de concentração em brinquedos infantis, foi mantido no trono japonês sem qualquer censura. Mesmo durante a Guerra Fria, Abel, condenado à morte, foi preservado e trocado posteriormente por Powers.
Bush, senhor das guerras e dos morticínios, entendeu que Sadam era descartável. Quem sabe, quando precisar, pagará o preço com seu próprio pescoço, pendurado numa corda numa das colunas do Capitólio. Ou fará todos os americanos pagarem por ele.
Condolências, Rice.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home